Tassiaconselha

tirando algumas dúvidas

Depois do último post, algumas pessoas vieram conversar comigo – como vêm acontecendo desde que comecei a viajar. No geral, as maiores preocupações são:

  • Grana
  • Solidão
  • Medo

Resolvi escrever brevemente sobre cada um desses itens para ajudar e inspirar vocês aí

GRANA

Gente, não existe um valor R$ básico para você se tornar um nômade.
TUDO depende da vida que você quer levar, do seu trabalho, do que gosta, etc.
Por exemplo, você faz questão de ter um lugar só seu? Um valor de Airbnb é muito mais alto do que hospedagem em guest house, hostels e afins.

Além do que, o seu life style determina a quantidade de dinheiro que você vai precisar. Quer luxos? Vai precisar gastar mais. Quer viver com menos, vai gastar bem menos do que morar em São Paulo, por aí…

Tipo, meninas que fazem a unha, compram roupas, vão gastar mais do que quem não dá importância pra isso. Pessoas que cozinham em casa vão gastar menos do quem gosta de comer fora.
Sacou?

Também depende do seu orçamento. Por isso, você deve testar a vida de autônomo, pra ver qual seria sua média de rendimento. Além do que, com isso, você vai poder escolher destinos que caibam dentro dessa nova realidade!

SOLIDÃO

Poxa, gente. Lição número 1: seja sempre sua melhor companhia. Se você se sentir bem com você, tudo fica mais fácil. E vamos combinar, existem mais de 7 bilhões de pessoas no mundo. Vale estar aberto às oportunidades.

Por exemplo: existem apps para colocar pessoas em contato (não tô falando de Tinder etc, mas também servem), co-workings costumam unir as pessoas. se você tiver num hostel, movimento não vai faltar. E tudo vai depender de você. DO que está buscando, dos seus esforços e abertura.
Ah, sem contar que whatsapp, facebook, chat, instagram, skype, sinal de fumaça… tudo tudo tudo está ao alcance das mãos para você se comunicar. 😉

MEDO

Por fim, acho que as duas coisas se unem nessa única palavra.
Mas genteeeeee.
Às vezes, abrir mão da estabilidade financeira, estar sozinho com você mesmo, conhecendo o mundo como você bem entender, irá te trazer coisas impagáveis.
E olha, pense que você controla o medo e não medo controla você.
Resumindo: nunca deixe que o medo te faça ficar no mesmo lugar.

E aí, #partiu mundo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: