nomadismo digital: como escolher seus destinos

Tenho conversado muito sobre esse novo estilo de vida com pessoas que se interessam e, ao mesmo tempo, têm muitas dúvidas sobre como começar, o que fazer, para onde ir.

Como eu costumo dizer, não importa o que você faz, qual seu ofício, etc. Todo mundo pode!

Veja você: atualmente, praticamente 5 milhões de norteamericanos já vivem como nômades digital – e estima-se que em 2035 1 bilhão da população estará vivendo nesse molde.

*Fonte: Forbes Brasil: https://forbes.uol.com.br/carreira/2018/11/os-melhores-e-os-piores-lugares-para-ser-nomade-digital/#foto12

Mas, pra onde ir?
Como escolher o país/cidade certos para trabalhar?
Fiz uma lista básica para você ter em mente 😉

1- VISTO

Na maioria dos países, podemos ficar por até 3 meses com visto de turista. Por isso, é muito importante informe-se se é necessário emitir algum documento, quais as políticas legais, etc. 

2- CONECTIVIDADE

Faça uma busca para saber se o local oferece internet boa, se possuí wi-fi free, se é fácil comprar um chip, etc.

3- SEGURANÇA

 Questão importantíssima! Alguns destinos encontrados como “melhores para nômades digitais” nem sempre são seguros para todo mundo. 

Por exemplo: Koh Lanta, na Tailândia,  ficou em 2º lugar na pontuação geral de melhores destinos. No entanto, quando se olha para a segurança pessoal das mulheres – quesito que foi baseado em relatos de assédio sexual -, o local ficou entre as piores colocações. A cidade mais segura para as mulheres da lista é Taipei, em Taiwan.”

Por isso, vale fazer uma pesquisa minuciosa, entrar em contato com a comunidade nômade, trocar ideia com quem já esteve no local, etc.

4- SAÚDE

Cara, eu acabei de gastar uma fortuna para ir ao médico, porque esqueci de renovar meu seguro viagem! mas, TÔ BEM, TUDO ÓTIMO. O que eu quero dizer é que você precisa ter tudo bem organizado e conhecer as políticas de saúde de cada destino – infraestrutura, modelo de atendimento, etc.

5- COMUNIDADE

Sim, muitos destinos hoje se tornaram ponto de encontro de nômades digitais. Se você estiver sozinho nessa viagem, que tal buscar cidades, como Bali, por exemplo, que estão lotadas de nômades?

6 – CUSTO

Por fim, pegue todas as informações acima e aplique a calculadora.
Exatamente.
Faça um balanço de quanto você gastaria com itens pessoais, estadia, comida, etc. 

BÔNUS

Se você leu até aqui, o que eu quero dizer é mais ou menos isso:

Queria estar em Barcelona, mas, ao colocar tudo na ponta do lápis, descobri que era inviável.

E não precisei mudar meus planos de estar na Espanha. 

Simplesmente busquei alternativas – e acabei encontrando Tarragona, que além de ser 50% mais econômica que BCN, acabou de proporcionando uma experiência cultural impagável.

Então, anote: se quiser ir pra França, não sei se Paris seria a melhor opção.
Por que não buscar uma cidadezinha próxima, menor e expandir seu próprio mapa? 😉

BÔNUS 2

Se quiser ver alguns destinos mais bem cotados, clique aqui, aqui e aqui.

Boas aventuras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s