turist trap?

Fazer ou não fazer um City Tour, eis a questão.
Cara, não sei vocês, mas eu ODEIO não saber onde estou ou onde estão as coisas. O centro fica pra lá ou pra cá? Aquele rolê que eu vi é pegando a direta ou esquerda? Sério! Eu PRE-CI-SO ter senso de direção, preciso ter um norte (e um centro, pelo menos heheh).

Tipo,  olha quanto lugar lindo, mas ONDE ELES ESTÃO?


Por isso, sempre que chego numa cidade que nunca visitei, procuro fazer um city tour, seja ele free walking ou aqueles bus de turismo, sabe?

Na Europa, o free walking tour sempre funcionou bem. Você encontra o guia no lugar indicado (ou eles te pegam no hostel/hotel) e saem todos pra dar um rolê, com explicações e infos importantes do lugar. No final do passeio, você escolhe quanto quer deixar de tips pro guia. Em Madrid, Barcelona, Paris e Amsterdã funcionou super. A galera era muito informada, cheia de infos fodas…

Já em Buenos Aires, da primeira vez que fui, peguei o ônibus de turismo, com fone para conteúdo e diversos pontos de parada – você pode descer onde quiser e pode pegar os próximos carros nos locais e horários indicados. Lembro que foi super legal, porque tive uma noção geral do mapa da cidade e descobri onde estariam os lugares que eu realmente gostaria de descer (pra quem não sabe, morei lá um ano depois disso – estudando cinema).

Enfim, esse tipo de passeio funciona bem pra você ter essa visão geral e informação culturais/históricas da cidade.

Mas aí, eis que, eu cheguei aqui em Santiago, aluguei um Airbnb no centro.
TODO mundo havia comentado que a cidade era incrível, bla bla bla – mas, de cara, não me ENCANTEI (como quando cheguei à Montevideo). Óbvio, a Cordilheira cobrindo todo o skyline da cidade é REALMENTE MUITO FODA. mas foi apenas isso que me deixou paralisada, sabe?

Bom, POIS BEM, vou procurar um tour desses pra ver qualé que é daqui, pra ver onde eu tô, o que tudo isso significa, onde tem isso ou aquilo e mapear Santiago pra ter meu norte!
Vi opções de free walking tour, mas decidi comprar um passe do tal busão.

A empresa chama Turstik e tem um monte de quiosques pra você comprar seu ticket.
Fui lá, animada com a ideia de entender mais sobre a história daqui – SIM, SOU A LOUCA DA HISTÓRIA – de ver a cidade que tanto amam e tudo mais.

Falei no outro post que achei tudo aqui MUITO caro e esse passeio até que era ok (caro, mas ok – não queria ficar reclamando de tudo). Paguei $ 30.000 pesos chilenos // R$ 170, com duração de 2 dias, ingressos pro teleférico inclusos e aúdio explicativo durante toda viagem.

Bom, sendo sincera, QUIDÊ a história da ditadura, os dados alarmantes da época do Pichonet,  a história da revolução, quidê infos políticas, qualidade de vida, e tooooda aquela parada interessante sobre os prédios lindos que tem por aqui?

Putz, galere, não rolou tudo isso.
Vou listar o que achei de POSITIVO AND NEGATIVO, aí vocês tiram suas conclusões, dale?

POSITIVO
– Andar a cidade toda em 2h 
– Comodidade de não ter que planejar o rolê e os pontos de parad
– Áudio guia básico, pra quem não se interessa muito em saber mais do que eles falam
– Ingresso do teleférico incluído, facilita a subida (mas seria sussa fazer by yourself)
– Equipe em todos os pontos de parada para te ajudar, caso você tenha quaisquer dificuldades.


NEGATIVOS
– Não achei barato
– Não gostei das informações – tipo, aqui o metro quadrado custava X pesos e agora custa 1 milhão. Aqui era a casa da filha de um milionário Y, as linhas de ônibus foram criadas dia tal do ano tal e eram criticadas e hoje são aceitas (JURO)
– Tem metrô pra todo lado, então, daria pra fazer isso de boa – e caminhar por aqui é bem sussa também (não que desse pra fazer o recorrido a pé, mas vários pontos sim)
– Eu poderia não ter gastado essa grana e planejado tudo isso

ANOTE ISSO AQUI: EU AMO MONTAR ROTEIROS, PASSEIOS, DESCOBRIR COISAS ALTERNATIVAS DAS VIAGENS. EU VOU SER A SUA MELHOR GUIA SEMPRE. CONFIA EM MIM.

Eu te daria um dossiê completo, cheio de infos locais, de pontos turísticos básicos, do rolê alterna, do que tem pra fazer, do que vale  o que não vale.

Se forem pagar alguém, NAO PAGUE ESSE TOUR, FALE COMIGO hehehe
Real.

Acho que assim, foi legal, foi.
Me encantei com Santiago, ainda não.
Vale pagar? Acho que se você tiver com filhos, pessoas mais velhas ou quem não tem esse pique jovem de bater perna e se enfiar em metrô e ônibus, VALE.
Mas, se você, como eu, tá buscando algo mais interessante e imersivo, não recomendaria.

De qualquer forma, todas as experiências são válidas.
Por isso, amanhã, farei um PUTA PASSEIO FODA NA CORDILHEIRA.
Sim, quero sentir esse amor todo por aqui – porque os chilenos me receberam muito bem ❤ 

Hasta mañana.
Besitos. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s